TVI junta-se à co-produção de série luso-brasileira

«Estamos ansiosos e expectantes com o início das gravações e com a certeza de que será um grande projecto», revela Cristina Ferreira, directora de Ficção e Entertenimento da TVI.

You are currently viewing TVI junta-se à co-produção de série luso-brasileira
Cristina Ferreira, directora de Ficção e Entretenimento da TVI | TVI

A TVI e o Canal Brasil juntam-se na co-produção de “João sem Deus”, uma série luso-brasileira que terá o envolvimento das produtoras Ventre Studio e Coral Europa. Ao elenco somam-se actores de ambos os países, desde as portuguesas Dalila Carmo e Ana Sofia Martins, aos brasileiros Marco Nanini, Bianca Comparato, Karine Teles e Antonio Saboia. A notícia é avançada pela agência digital MCShare, do grupo Média Capital.

Cristina Ferreira, directora de Ficção e Entretenimento da TVI, revela felicidade pela anexação do canal português a esta produção. «A TVI está muito feliz por ser parceira nesta co-produção que ficciona uma história de impacto mundial e que terá duas actrizes portuguesas no elenco», afirma.

O sentimento de Cristina Ferreira é também partilhado por André Saddy, director do Canal Brasil, que confessa estarem «muito felizes com este projecto conjunto do Canal Brasil com a TVI, Coral e Ventre Studio», acrescentando que a parceria com a TVI faz parte dos seus objectivos de levar o conteúdo brasileiro para além do seu país.

A série “João sem Deus” irá inspirar-se em factos reais, trazendo ao pequeno ecrã a história de duas irmãs que chegaram a Abadiânia cerca de 17 anos antes da prisão de João de Deus, indivíduo responsável pelo maior caso de abusos sexuais no Brasil. As irmãs irão dividir-se entre uma que se irá tornar uma fiel funcionária de João de Deus, e a outra que se vê traumatizada pelos casos de violações. É o seu reencontro que irá dar avanço à narrativa.

Marina Person, que será a realizadora da série, revela ainda alguns pormenores relativamente às três personagens principais: Carmem, que representa a fé em João de Deus e nos seus poderes curandeiros; Cecília, que representa as vítimas de abuso; Ariane, filha de Carmem, uma menina que só percebe que foi abusada após ouvir outras mulheres a falar sobre o assunto. A somar a Marina Person, a agência MCShare adianta que a série contará com uma equipa de produção maioritariamente feminina, sendo que as principais decisões executivas e criativas serão tomadas por mulheres. Ainda neste campo, é de notar também que o projecto será acompanhado pela iniciativa de acolhimento a mulheres vítimas de violência “Bem Me Quer” no que toca à leitura de guiões e presença em set para as filmagens de cenas mais delicadas.

“João sem Deus” será gravada entre Portugal e o Brasil e contará com o apoio do “Cinema Verde” para os decores da série – iniciativa que procura reduzir o impacto ambiental causado pelas produções audiovisuais.

Deixe um comentário