“Johnny vs Amber” (2021/2022): Violência e desamor

Uma colecção de quatro episódios sobre os julgamentos mediáticos do ex-casal Johnny Depp e Amber Heard em 2020 no Reino Unido e em 2022 nos Estados Unidos da América.

You are currently viewing “Johnny vs Amber” (2021/2022): Violência e desamor
DR

“Johnny vs Amber” e “Johnny vs Amber: The US Trial” são duas docuseries de dois episódios cada uma que completam a colecção dedicada aos mediáticos julgamentos no Reino Unido e nos Estados Unidos da América do casal mais famoso de Hollywood dos últimos anos: Johnny Depp e Amber Heard.

Depp e Heard fizeram as televisões e as redes sociais, nos últimos tempos, entrar numa espiral de insanidade. O casal separou-se em 2016 após surgirem algumas alegações de abuso, mas é em 2018 que a situação gira 180º. A actriz Amber Heard (“Aquaman”) tomou a decisão de fazer uma publicação de uma crónica de opinião no jornal britânico “The Sun” onde expôs a sua verdade como vítima de violência doméstica, insinuando a sua relação com o famoso Capitão Jack Sparrow, Johnny Depp, como estando no motor deste relato. O jornal “The Sun” acaba por associar o nome do actor à expressão wifebeater, e este foi o propulsor para Depp abrir um procedimento em tribunal acusando o famoso jornal britânico de difamação, no ano de 2020.

O primeiro destes dois documentários, “Johnny vs Amber” explora precisamente esse ano em que Depp e Heard se encontraram no Reino Unido em tribunal. Era a primeira vez, em muitos anos, que se via um julgamento tão mediático.

Nesta produção podemos acompanhar a história de cada um em dois episódios distintos: um que conta a versão dos eventos do ponto de vista do actor Johnny Depp e outro que conta o ponto de vista da actriz Amber Heard. Não só são expostas as provas que foram lançadas em tribunal, mas também são ouvidas as equipas legais de ambos os lados, bem como testemunhas e/ou pessoas relevantes para a vida deles enquanto casal. São dissecadas mensagens de texto enviadas por ambos, declarações dos procedimentos do divórcio mas, acima de tudo, o ponto de vista das suas respectivas equipas legais, que se confrontaram nesta batalha de titãs de Hollywood.

Findo o julgamento no Reino Unido, quatro anos depois o casal estaria de volta às casa da justiça – desta vez nos Estados Unidos – pela mesma razão.

É na segunda parte desta colecção que somos expostos ao caso que inundou as redes sociais durante este ano: “Johnny vs Amber: The US Trial”. No seguimento da primeira docuseries, também esta contém dois episódios em que cada um conta a versão dos actores envolvidos, e as suas verdades. O mediático casal é novamente exposto ao público, desta vez no tribunal da Virgínia (EUA). Para além das provas, das declarações da equipa legal e de filmagens das audiências que ficaram tão famosas no mundo da internet como o “Titanic” no seu tempo, também é debatido nesta produção o impacto das redes sociais e da opinião pública.

Apesar de o espectador ser convidado a sentar-se na cadeira da imparcialidade e despender do seu tempo a ver ambos os lados da história, existe uma aura tendenciosa que, desta vez, favorece o lado de Johnny Depp. Talvez pela força que a sua equipa legal teve, ou pela influência que o nome de Johnny Depp tem.

De qualquer forma, a todos a quem interesse conhecer um pouco melhor a história de Amber Heard e Johnny Depp, ambas as docuseries estão disponíveis na plataforma HBO Max, em Portugal.

Deixe um comentário